Polícia Militar de São Paulo, Brazil

A Polícia Militar de São Paulo (PMSP) é a maior força policial do Brasil e uma das maiores do mundo, empregando um efetivo de mais de 138.000 pessoas. A PMSP conta com mais de 28.000 usuários de rádio em todo o estado de São Paulo.

Nós vimos os resultados diretos e indiretos, como a redução dos índices de roubo qualificado e homicídios, e os cidadãos começando a se sentir mais seguros e protegidos.

Tenente-coronel Dr. Ari Bezerra dos Santos, Polícia Militar de São Paulo

Situação

A Polícia Militar de São Paulo (PMSP), Brasil, enfrentava uma ameaça significativa e crescente de organizações criminosas, comprometendo a segurança pública e dos policiais em um estado com 645 cidades e mais de 41 milhões de habitantes. A PMSP é responsável pelas ações de policiamento ostensivo, controle de distúrbios civis e preservação da ordem pública.

Um sistema de radiocomunicação verdadeiramente seguro era crucial para que a polícia pudesse fazer seu trabalho com mais eficácia.

Resposta

A PMSP recorreu à Tait Communications como um fornecedor confiável e compatível com P25 para suprir terminais que pudessem ser usados em sua rede P25 existente. A Tait forneceu mais de 10.000 terminais P25 digitais, completos com criptografia DES de alto nível e reprogramação de chaves no ar (OTAR) para um gerenciamento de chaves seguro e eficiente.

A tecnologia P25 de padrões abertos era importante para a PMSP, para que eles não ficassem restritos à compra de um só fabricante e pudessem se beneficiar com a concorrência nos preços. Sendo compatíveis com P25, os terminais Tait P25 operam tanto em modo analógico quanto digital, o que proporcionou perfeita interoperabilidade com os rádios analógicos existentes da PMSP durante a substituição gradual dos equipamentos.

Resultado

Como parte de um plano de longo prazo para combate ao crime, o sistema digital de radiocomunicação P25 da PMSP contribuiu para uma redução de 60% no índice de crimes do estado.

A PMSP agora tem a capacidade de gerenciar as comunicações da polícia em frotas mistas de maneira altamente segura e eficiente, resultando em melhor segurança tanto para os policiais quanto para o público.

Além de oferecer interoperabilidade com a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros, os terminais de modo duplo permitiram que a PMSP migrasse gradualmente para três redes digitais P25 convencionais da Tait Communications no decorrer de um período de cinco anos, reduzindo significativamente as despesas de capital.

A PMSP ficou extremamente impressionada com a excepcional qualidade de áudio e a robustez dos
rádios digitais Tait P25, e agora está se beneficiando dessas vantagens em campo.
Ao mesmo tempo em que forneceu a solução de rádio digital P25 moderna de que a PMSP precisava, o
sistema totalmente interoperável e baseado em padrões abertos também ofereceu vantagens reais para o contribuinte do estado de São Paulo.

Outros estudos de caso em destaque

Companhia Paranaense de Energia (COPEL), Brazil

A COPEL é a maior empresa do estado do Paraná.

Ler o estudo de caso

Petrobras, Brasil

A Petrobras é uma das empresas petrolíferas mais importantes do mundo, além de ser a maior empresa do Brasil.

Ler o estudo de caso

Documentos

Gerenciando a encriptação: um guia para os tomadores de decisão do setor de segurança pública

Este informe técnico gratuito apresenta 10 questões importantes que podem ser abordadas para melhorar a segurança da radiocomunicação.