Companhia Paranaense de Energia (COPEL), Brazil

O cliente

A COPEL é a maior empresa do estado do Paraná e foi a primeira empresa brasileira do setor de energia elétrica a negociar suas ações na Bolsa de Valores de Nova York.

Essa estatal é responsável por prover serviços de energia elétrica ininterruptos a mais de 3,8 milhões de consumidores em 393 municípios em todo o estado.

Com 9.000 funcionários, a empresa opera:

  • 17 usinas hidrelétricas e uma termelétrica com capacidade instalada total de 4.550 MW;
  • sistema de transmissão que totaliza 1.912 km de linhas e 31 subestações automatizadas, somando 10.344 MVA (megavolts-ampères) de potência de transformação;
  • sistema de distribuição automatizado com 351 subestações, 182.998 km de linhas e redes de até 230 kV;
  • sistema de telecomunicações; o backbone inclui 6.735 km de cabos OPGW, alcançando 264 cidades e 797 clientes corporativos.

O desafio: atualizar a rede de radiocomunicação de acordo com os padrões digitais mais recentes para empresas do setor de energia

Paulo Freitas, Engenheiro Elétrico da COPEL, descreve a situação da empresa: "Com 3,8 milhões de pessoas dependendo da nossa infraestrutura e serviços, precisamos usar tecnologia de ponta para radiocomunicação, a fim de minimizar o risco de falhas na rede em todos os níveis. Em todo o estado, operávamos uma rede analógica VHF que estava obsoleta e não era confiável."

Paulo discute a necessidade de substituir a rede antiga em todo o estado e a importância de planejar para o futuro: "Para maximizar nosso investimento, tínhamos de considerar o rápido avanço das regulamentações de banda estreita e modulação digital estabelecidas pela ANATEL, o órgão que controla as telecomunicações no Brasil. Em última análise, precisamos substituir toda a nossa rede com uma solução que ofereça:

  • tecnologia digital de ponta para nossa grande base de clientes;
  • equipamentos P25 de missão crítica para a segurança da nossa força de trabalho;
  • operação analógica e digital;
  • reutilização da rede de consoles Zetron existente;
  • garantia de interoperabilidade e padrões genuinamente abertos; possibilidade de escolha de equipamentos de diferentes fornecedores."

A solução: rede de serviços públicos TaitNet P25 convencional

A COPEL escolheu uma rede VHF TaitNet P25 convencional para cobertura da cidade de Curitiba, capital do estado. Terry McCartin, Engenheiro de Soluções Sênior da Tait, ilustra a escala do projeto: "A COPEL opera uma rede antiga em todo o estado, composta por 3.000 terminais, 500 repetidoras fixas e cinco centrais de despacho. Para proteger e maximizar seu investimento original, podemos oferecer a eles uma solução de migração em fases, da tecnologia analógica para a P25 APCO."

Paulo Freitas, Engenheiro Elétrico da COPEL, acrescenta: "Escolhemos o P25 porque ele nos permite migrar para uma rede P25 completa em todo o estado no nosso próprio ritmo." A primeira fase da implementação da rede P25 compreende:

  • quatro localidades operando na banda de frequência de 148-174 MHz;
  • 12 canais de banda estreita de 12,5 kHz;
  • portáteis P25 TP9135 e móveis TM9135;
  • estações base P25 TB9100 configuradas para se conectarem diretamente ao sistema de consoles Zetron existente por meio do Gateway de Console P25 da Tait.

Terry McCartin fala sobre a relação com a SGM Telecom, parceira brasileira local: "Nossa parceria com a SGM Telecom é significativa; juntos, podemos oferecer à COPEL a mais moderna infraestrutura digital e integrá-la perfeitamente a seu sistema de consoles existente."

Paulo Freitas complementa: "Nós precisávamos de um provedor de soluções que integrasse nossos equipamentos de console novos e existentes. Ficamos muito satisfeitos com a experiência dos engenheiros da Tait e da SGM, e com o projeto de rede que eles desenvolveram. Esse projeto atendeu a todos os nossos requisitos de rede, em termos de rádio e console."

O resultado: uma rede digital de radiocomunicação com tecnologia de ponta

Melhor cobertura de rede

As equipes de manutenção trabalham em ambientes perigosos e, às vezes, muito isolados; eles precisam contar com um equipamento de missão crítica em caso de emergência. Os profissionais de linha de frente da COPEL podem se comunicar claramente com os despachantes e outras equipes de campo remotas, graças à qualidade de áudio superior dos portáteis Tait TP9135. Paulo Freitas explica: "Os usuários observaram um enorme aumento na cobertura em toda a cidade com a nova rede digital. Também estamos conseguindo cobertura em algumas áreas metropolitanas fora da cidade, o que superou nossas expectativas."

Serviço ininterrupto para as operações

Paulo comenta sobre a instalação da Rede TaitNet P25 Convencional: "Não houve interrupções em nossas operações e serviços diários; a nova rede P25 foi instalada em paralelo à rede existente. Além disso, com o modo duplo, podemos operar nossos novos equipamentos Tait na cidade de Curitiba com os equipamentos analógicos que usamos em todo o resto do estado."

Equipamentos de rádio robustos prevalecem em ambientes perigosos

Os terminais Tait P25 são testados além dos padrões MIL-STD 810 C, D, E e F. Paulo comenta: "Nossos usuários ficaram impressionados com a robustez dos terminais Tait P25 e com sua resistência contra impactos mecânicos, poeira e umidade. Os usuários também relataram que os novos rádios são fáceis de usar e operar."

Em conformidade com regulamentações para modulação digital e banda estreita

A COPEL está bem preparada para os prazos da ANATEL em 2012. Com a Rede TaitNet P25 Convencional e canais de 12,5 kHz, ela cumpre as regulamentações da ANATEL para modulação digital e banda estreita.

Baixar o estudo de caso em formato PDF - 220 KB

Outros estudos de caso em destaque

Petrobras, Brasil

A Petrobras é uma das empresas petrolíferas mais importantes do mundo, além de ser a maior empresa do Brasil.

Ler o estudo de caso

Polícia Militar de São Paulo, Brazil

A Polícia Militar de São Paulo (PMSP) é a maior força policial do Brasil e uma das maiores do mundo.

Ler o estudo de caso

Documentos

Simulcast Digital TaitNet P25

Este documento oferece aos leitores uma visão geral das redes simulcast digitais P25 e de como elas simplificam o uso de um rádio.